Fucsia Minus (drospirenona + etinilestradiol)  é utilizado para prevenir a gravidez. Este medicamento pode proporcionar também benefícios adicionais: melhora dos sintomas associados à retenção de líquido, como distensão abdominal (aumento do volume do abdome), inchaço ou ganho de peso.


Além disso, é utilizado para o tratamento da acne vulgaris moderada (espinha) em mulheres que buscam adicionalmente proteção contraceptiva.

Como o FUCSIA MINUS® funciona?

Fucsia Minus é um contraceptivo oral combinado, cuja cartela contém 24 comprimidos revestidos.


Cada comprimido revestido contém uma combinação de dois hormônios femininos: adrospirenona (progestógeno) e o etinilestradiol (estrogênio). Devido às pequenas concentrações destes hormônios, 
Fucsia Minus é considerado um contraceptivo oral combinado de baixa dose.


Os hormônios contidos em 
Fucsia Minus, previnem a gravidez por meio de diversos mecanismos, sendo que os mais importantes são inibição da ovulação e alterações no muco cervical (do colo uterino).

Contraindicação

Não use contraceptivo oral combinado se você tem qualquer uma das condições descritas a seguir.


Caso apresente qualquer uma destas condições, informe seu médico antes de iniciar o uso de 
Fucsia Minus. Ele pode lhe recomendar o uso de outro contraceptivo oral ou de outro método contraceptivo (não – hormonal).


– história atual ou anterior de coágulo em uma veia da perna (trombose), do pulmão (embolia pulmonar) ou outras partes do corpo;

– história atual ou anterior de ataque cardíaco ou derrame cerebral, que é causado por um coágulo ou por um rompimento de um vaso sanguíneo no cérebro;

– história atual ou anterior de doenças que podem ser sinal indicativo de futuro ataque cardíaco (como angina pectoris que causa uma intensa dor no peito, podendo se irradiar para o braço esquerdo) ou de  um derrame cerebral (como um episódio isquêmico transitório ou um pequeno derrame sem efeitos residuais);

– presença de um alto risco para a formação de coágulos arteriais ou venosos (veja item “Contraceptivos e a trombose” e consulte seu médico que irá decidir se você poderá utilizar Fucsia Minus;

– história atual ou anterior de um certo tipo de enxaqueca acompanhada por sintomas neurológicos focais tais como sintomas visuais, dificuldade para falar, fraqueza ou adormecimento em qualquer parte do corpo;

– diabetes mellitus com lesão de vasos sanguíneos;

– história atual ou anterior de doença do fígado (cujos sintomas podem ser amarelamento da pele ou coceira do corpo todo) e enquanto seu fígado ainda não voltou a funcionar normalmente;

– uso de qualquer medicamento antiviral que contenha ombitasvir, paritaprevir ou dasabuvir e suas combinações. Esses medicamentos antivirais são utilizados para tratamento de hepatite C crônica (doença infecciosa do fígado, de longa duração, causada pelo vírus da hepatite C);

– história atual ou anterior de câncer que pode se desenvolver sob a influência de hormônios sexuais (p. ex., câncer de mama ou dos órgãos genitais);

– mau funcionamento dos rins (insuficiência renal grave ou insuficiência renal aguda);

– presença ou antecedente de tumor no fígado (benigno ou maligno);

– presença de sangramento vaginal sem explicação;

– ocorrência ou suspeita de gravidez;

– hipersensibilidade (alergia) a qualquer um dos componentes de Fucsia Minus. O que pode causar, por exemplo, coceira, erupção cutânea ou inchaço.


Se qualquer um destes casos ocorrer pela primeira vez enquanto estiver tomando contraceptivo oral, descontinue o uso imediatamente e consulte seu médico. Neste período, outras medidas contraceptivas não-hormonais devem ser empregadas
.

FUCSIA MINUS 3MG + 0,02MG COM 24 COMPRIMIDOS É UM MEDICAMENTO.
SEU USO PODE TRAZER RISCOS. PROCURE O MÉDICO E O FARMACÊUTICO. LEIA A BULA. SE PERSISTIREM OS SINTOMAS, O MÉDICO DEVERÁ SER CONSULTADO.
VENDA SOB PRESCRIÇÃO MÉDICA.
Informações Importantes

 

Ficha Técnica
Top